TRANSFORMADOS EM ODRES NOVOS 1

TRANSFORMADOS EM ODRES NOVOS 1

TRANSFORMADOS EM ODRES NOVOS 

ts-awesome-cloud-download Lição 5 – Download

 

“Pelo contrário, vinho novo deve ser posto em odres novos [e ambos se conservam].” (Lc 5:38)

O apóstolo Paulo foi um dos maiores e mais influentes cristãos da história. Antes conhecido como Saulo de Tarso, ele experimentou uma transformação tão profunda que sua conversão é considerada exemplar. Vamos considerar as circunstâncias de sua conversão e os fundamentos ou alicerces que ele recebeu ainda no começo de sua jornada cristã. Essas bases o transformaram de um homem de conversão improvável em um crente radicalmente comprometido.

O que faz um crente firme, de raízes profundas e que não se desvia jamais de seu relacionamento com Jesus e seu povo? Vamos fazer a leitura do livro de Atos, capítulo 9, do verso 9 ao 19.

TER UM ENCONTRO PESSOAL COM JESUS!

Sem dúvida alguma, o fato mais marcante da conversão de Paulo é que ele teve um encontro pessoal com Jesus no caminho de Damasco. E esta é também a primeira razão porque Paulo tornou-se um cristão tão firme e tão comprometido com Deus: Paulo teve um encontro pessoal com Jesus! Ao encontrar Jesus pessoalmente, Paulo teve completa certeza de que ele estava vivo – que havia morrido e que, de fato, havia ressuscitado – que era o Senhor, que tinha um plano para a sua vida e que continuar contra ele seria o maior erro de sua vida. Sua experiência de conversão não foi com uma doutrina ou uma religião, mas com uma Pessoa que o conhecia pelo nome, alguém com quem ele poderia se relacionar e em quem deveria confiar.

Muitos dos que se convertem hoje não são levados a uma vida de relacionamento e intimidade com o Senhor porque não tiveram um encontro pessoal com Jesus. Eles apenas são tocados pelo ambiente de uma igreja, pelas músicas, pela oração, pelo ambiente de fé e espiritualidade, pelas palavras de esperança, de melhoria de vida e talvez até pelo novo e saudável círculo de amigos. Muitas razões indiretas podem nos atrair para Deus, mas um verdadeiro crente tem que ter um encontro pessoal com Jesus pela fé.

UMA VIDA DE ORAÇÃO!

A primeira coisa que Paulo aprendeu foi orar. Por três dias depois de encontrar o Senhor Jesus, ele esteve orando e jejuando, práticas que nunca mais ele abandonou em sua vida desde então. Ele sabia que a luz que lhe aparecera no caminho e que a voz que ouvira não provinha de uma coisa ou de uma força, mas de uma pessoa divina que desejava ter relacionamento pessoal com ele. Era a voz de Jesus. Então ele poderia falar diretamente com Jesus que Ele o ouviria.

Vamos pensar juntos: se alguém se converte a uma religião e gosta daquelas práticas religiosas, ele sempre pensará que o que precisa fazer é só manter aquela religião e ir àquela igreja. Mas Paulo teve um encontro pessoal com Jesus. Com isso ele aprendeu desde cedo a ter uma vida de oração, porque queria renovar aquele encontro pessoal. Desde cedo foi estimulado a uma vida de oração e ao encontro devocional com Deus por meio da Palavra, a Bíblia.

Quando uma pessoa não identifica em sua conversão um encontro pessoal com Jesus, a tendência é não desenvolver vida devocional e tornar-se doentiamente dependente de pessoas, programas e das estruturas religiosas. O primeiro importante fator que fez de Paulo um novo homem e um cristão exemplar é que ele teve um encontro pessoal com Jesus Cristo. O encontro pessoal gerou nele fortes convicções a respeito de quem Jesus realmente é e o levou a continuar sua caminhada com Jesus baseada em um relacionamento pessoal com ele através de uma vida devocional consistente.

Não podemos abrir mão de um encontro pessoal com Jesus. Ele disse: “Todo aquele que o Pai me der virá a mim, e quem vier a mim eu jamais rejeitarei” (João 6.37). É uma promessa dele de que ninguém jamais será rejeitado.

A IMPORTÂNCIA DA IGREJA!

Um importante fator que fez de Paulo um novo homem e um cristão exemplar foi ter entendido desde o inicio a importância da igreja e ter se unido imediatamente aos irmãos, que o ajudaram a crescer e a permanecer firme. Paulo era um homem muito mal e ninguém imaginaria que se tornaria um cristão exemplar. Mas desde o primeiro dia de convertido, ele teve apoio, amor e ajuda de outros crentes.

Não podemos abrir mão de participar de tudo o que a igreja tem para nos oferecer, tanto na célula como nos cultos de celebração em nossas unidades. Só temos a ganhar com esta decisão.

Devemos observar o que nos ensina o autor da carta aos Hebreus:

“E consideremos uns aos outros para nos incentivarmos ao amor e às boas obras. Não deixemos de reunir-nos como igreja, segundo o costume de alguns, mas procuremos encorajar-nos uns aos outros, ainda mais quando vocês veem que se aproxima o Dia” (a segunda volta de Cristo) (Hebreus 10.24-25).

Igreja é lugar de encorajamento, amor e incentivo.

Precisamos entender esses fundamentos em nossa vida para nos tornarmos Odres Novos:

• Ser cristão é ter um encontro pessoal com Jesus

• Uma vida de oração nos leva ao amadurecimento

• Cristo e a igreja são inseparáveis

 

Deus o abençoe!

Deixe um comentário

Comentário (obrigatório)

“Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade, e, assim, transmita graça aos que ouvem.” Efésios 4.29

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)